Rádio Globo Macaé - Bota Amizade Nisso!
 
Lado1


buscar:



Rádio Globo Brasil

 
 

Publicada em 22/08/2017 às 14:15:09
Coordenadoria de Fauna cuida de animais silvestres

Coordenadoria de Fauna cuida de animais silvestres
Foto: Divulgação
Gambá, jiboia, paca, papagaio e outros animais silvestres que se perdem nos bairros de Macaé são alvo de cuidados da Secretaria de Ambiente e Sustentabilidade (Sema), por meio da Coordenadoria de Fauna. Esta, junto com a Guarda Ambiental, faz o recolhimento do bicho selvagem, o coloca de quarentena para se recuperar de ferimentos e o solta no seu habitat natural.

Segundo o coordenador de Fauna, Fernando Barreto, são cerca de 20 animais selvagens capturados mensalmente na cidade. "Já devolvemos à natureza garça, jabuti, maritaca e até um lobo-guará, além de uma siriema", conta. Alguns deles estão em fase de extinção. Antes de serem devolvidos ao ambiente natural, ficam em recuperação em cativeiros localizados nos parques Atalaia e Barreto.

Dentre os bairros que são resgatados, o Bairro da Glória, São Marcos, Imboassica, são os mais frequentes. As pessoas entram em contato com a Guarda Ambiental (22) 99701-9770 ou com a Sema (22) 2772-3571 e 2772-3597, fazem a denúncia e as equipes se dirigem aonde o animal silvestre está.

- O principal objetivo da Coordenadoria de Fauna é resgatar animais silvestres para devolvê-los ao ambiente natural, depois de reabilitá-los. Também atendemos a denúncias sobre passarinhos presos em gaiolas. Já resgatamos sabiás da praia, trinca-ferro, coleiro, canários da terra e outras aves - disse Fernando.

Além da parceria para resgatar animais silvestres, a Coordenadoria de Fauna também tem associação com o Instituto Estadual de Ambiente (Inea) para fiscalizar redes de pesca irregulares. Isso acontece tanto no mar quanto na Lagoa de Imboassica. Inclusive, este trabalho tem salvado da morte inúmeras tartarugas marinhas.

No caso da ave siriema, atropelada perto do Parque de Tubos, no dia 10 deste mês, a Coordenadoria de Fauna a resgatou junto com a Guarda Ambiental. Estava com a pata e a asa quebradas devido ao atropelamento. Foi enviada para o Hospital Veterinário da Universidade Estácio de Sá, em Vargem Pequena, Rio de Janeiro. Para que continue viva, será transferida para alguma cidade que tenha um parque, pois após a sua reabilitação não terá condições de retornar à natureza.

- Foi marcante para nós termos resgatado um urutau - comenta ele. Esta ave está relacionada a lendas, conhecida como ave-fantasma. Foi solta no Parque Atalaia. O lobo-guará foi encontrado há meses na Fazenda da Saudade (trevo de Glicério). Tinha marca de tiro. Também foi encaminhado para o Hospital Veterinário na Vargem Grande. O tucano, resgatado no Centro da cidade, foi solto no Parque Atalaia, já o filhote de coruja buraqueira foi libertada na Praia Campista onde fora encontrada. O gavião carrapateiro também teve sua reabilitação realizada pela Coordenadoria de Fauna, após ter sido pego pela Guarda Municipal - enumerou o especialista.

Além desse trabalho em prol do resgate, da vida e da preservação de espécies exóticas de animais silvestres, a Coordenadoria de Fauna da Secretaria de Ambiente e Sustentabilidade também evita que colmeias, localizadas em árvores e postes, sejam responsáveis por suas abelhas atacarem os transeuntes. Esse trabalho ajuda os técnicos da Ampla, que têm de subir em postes pelo município para atuar com a iluminação pública.


Créditos/Fonte: PMM IMPRIMIR
Lado2

PUBLICIDADE:

Limport

Facebook da Rádio Globo Macaé



 
© 2010-2015 Rádio Globo Macaé - Vamos Juntos! - Todos os direitos reservados.